SISTER SOCIAL BANCO DE TALENTOS PCD

Selo Social

"A maioria das pessoas com deficiência no mundo têm extrema dificuldade até mesmo para sobreviver a cada dia, quanto mais para ter uma vida produtiva e de realização pessoal. Temos a obrigação moral de remover as barreiras à sua participação na vida produtiva e de investir recursos financeiros e conhecimento suficientes para liberar o vasto potencial dessas pessoas. O mundo não pode mais negligenciar as centenas de milhões de pessoas com deficiência cujo acesso à saúde, reabilitação, suporte, educação e emprego tem sido negado, e que nunca tiveram a oportunidade de brilhar”. Stephen Hawking



JUSTIFICATIVA

As empresas sempre alegam que é difícil cumprir a cota (vide imagem 1) porque não encontram pessoas com deficiência capacitadas. As pessoas com deficiência alegam que não lhes é dado oportunidade de progressão profissional.


Lei de Cotas

Figura 1 - Cota de PCD- Lei 8.213/91





SISTER SOCIAL BANCO DE TALENTOS PCD


É um programa para desenvolvimento e formação de pessoas com deficiência com vistas a proporcionar às empresas investirem num banco de Talentos de PCD para futura contratação como funcionário. O desenvolvimento pode ser de 12 a 36 meses, de acordo às necessidades das empresas contratantes/patrocinadoras.


Neste primeiro modulo de 12 meses, no curso de tecnologias em analise de sistemas, além das matérias especificas, o aluno recebe um acompanhamento psicológico individualizado e em grupo e tem aula de Inteligência Social, Cidadania e Língua Brasileira de Sinais. A empresa contratante/patrocinadora além das mensalidades ajuda diretamente o aluno com transporte e alimentação (bolsa custeio).



Sister Social